PRÓPOLIS

 
A PRÓPOLIS é o termo genérico para denominar um produto elaborado na colméia a partir de substâncias resinosa, gomosas e balsâmicas coletadas pela abelhas de brotos, exsudados de árvores e de outras partes do tecido vegetal. As abelhas adicionam secreções salivares e ceras para elaboração final da própolis. Sua cor, sabor, odor e consistência dependem das espécies vegetais de onde provém.
O termo própolis etimologicamente provém do grego:pró= em defesa de, diante de, e polis= a cidade, o que quer dizer, uma substância que se apresenta diante, em defesa à cidade das abelhas, protegendo-a do frio, ventos, predadores e outras ameaças.
Este produto apícola é muito apreciado por suas propriedades antiinflamatórias, antitóxicas, anestésicas, estimulantes, antioxidantes, bacteriostáticas, bactericidas, anti-sépticas e cicatrizantes.
Somente de uns 40 anos para cá tem havido interesse em se estudar a composição química da própolis, relacionando-as às atividades farmacológicas, mas na medicina popular é conhecida à milênios. Os persas, gregos, romanos e incas já utilizavam-na; no Egito era empregada ;para embalsamar os mortos. Seu uso foi intensificado durante a Guerra dos Boers (1888-1902) e, na 2ª Guerra Mundial, pela Ex-URSS para tratar ferimentos de soldados. No Brasil pouco se tem estudado ou conhecido sobre a própolis; entretanto é amplamente difundido o seu uso, sendo antigo seu consumo como medicação popular.
A coloração da própolis dependente de sua procedência, variando do marrom escuro passando a uma tonalidade esverdeada até o marrom avermelhado. Possui odor característico que pode variar de uma amostra para a outra.
Em sua composição entram Álcoois, Aldeídeos, Ácidos Alifáticos, Aminoácidos, Ácidos Aromáticos e Ésteres, Chalconas e Diidorchalconas, Flavanonas, Flavonas e Flavonóis, Hidrocarbonetos, Ácidos Graxos, Cetonas, Terpenóides, Esteróides e Açucares.
Vários preparados farmacêuticos foram descritos em países da Europa Oriental. 

Algumas enfermidades que podem ser tratadas com própolis:

-Alegorlogia: asmas; imunodepressões com manifestações alérgicas; dermatites alérgicas; neurodematites, etc.
-Angiologia: úlceras em extremidades inferiores, de causa vascular.
-Cirurgia: feridas sépticas de difícil cicatrização.
-Colonproctologia: hemorróidas; fístulas anais; colites ulcerativas.
-Dermatologia: acne; dermatites; prosasses; verrugas vulgaris; verrugas plantares; micoses, etc.
-Estomatologia: gengivites.
-Gastroenterologia: parasitoses (principalmente giardiases); úlceras; gastrites.
-Geriatria: úlceras decúbito.

-Ginecologia: micoses vaginais, parasitoses.

-Medicina interna: hipertensão arterial.
-Oftalmologia: conjuntivites virais, bacterianas e alérgicas.
 

POMADA DE PRÓPOLIS

Devido ao seu grande poder bactericida, é indicada para cortes e ferimentos, acne, frieiras, micoses, dermatites, feridas de difícil cicatrização, etc

 

 

EXTRATO DE PRÓPOLIS

Antibiótico natural usado para aumentar a resistência do organismo, combatendo gripes, resfriados,asmas, gengivites, faringites, laringites, etc.
 

 

MEL COM PRÓPOLIS

A associação do mel com a própolis, auxilia no combate a gripe, resfriados, tosse rouquidão, etc,
 

 

SPRAY DE PRÓPOLIS, MEL E MENTA

Devido aos poderes de cicatrização e bactericida da própolis e do mel, é indicado em afecções da boca e garganta, tais como afta, gengivite, amidalite, etc.